Festival Música nas Montanhas

A partir das 9 h do dia 9 a 18 de Janeiro de 2020, a Secretaria do Festival estará disponível no Centro Cultural da Urca, em Poços de Caldas-MG.

FACEBOOK: MUSICANASMONTANHAS

CIRCUITO DE FESTIVAIS - 2020
Direção Artística: Maestro Jean Reis

Poços de Caldas - MG 9 a 18 Janeiro

www.festivalmusicanasmontanhas.com.br
Bauru - SP 19  a 25 de Janeiro
www.fimub.com.br

Bagé - RS > Julho
www.fimp.com.br

Lages - SC > Julho
www.musicanaserra.com.br

CANTO,

FRANCISCO CAMPOS

Professor de Canto da Universidade de São Paulo (USP). Graduado em Canto pela Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais na Classe da Profa. Eugênia Bracher. Foi aluno dos Festivais de Inverno de Ouro Preto patrocinados pela UFMG, de 1971 a 1975, onde estudou com Sérgio Magnani (História da Música e Interpretação), Sônia Bornia e Noemie Perouge (Canto), Jean Jacques Paignot e Pierre Close (Música de Câmera), Mário Ficarelli e Alexandre Paschoal Neto (Laboratório de sons), Conceição Resende (História da Música) e Esther Scliar (Percepção). Em São Paulo, estudou sob a orientação da Professora Leila Farah. Fez cursos com Sônia Born (Brasília), Lilly Krafft (Belo Horizonte), Nomie Perouge (Paris), Walter Cardoso (Belo Horizonte), Maria Kallay (Buenos Aires). Em New York, fez aulas com Rita Patanée e no Center of Ópera Performance com o Prof. Franco Iglésias.

 

Foi Professor de Canto por sete anos do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga, de Juiz de Fora (MG). Atualmente, voltou a ser o professor de canto deste Festival (2009). Professor do Festival Música nas Montanhas em Poços de Caldas (desde 2004). Professor do Festival de Itu (2004, 05, 06). Ministrou Oficina de Canto (40 horas) na V Semana Acadêmica da Escola de Música da Universidade Federal de Santa Maria (RS- 2002). Professor da Oficina de Canto (60 horas -2002) na Escola de Música da Universidade Federal da Bahia (BA). Criou o grupo de solistas “Jovens Cantores do Centro Tom Jobim”, que se apresentou tanto na capital como no interior do Estado de São Paulo, sempre recebendo os melhores elogios do público. Em 2005, o Centro Tom Jobim montou a ópera “Cosi fan tutte” de W.A.Mozart, no qual todos os dois elencos eram seus alunos escolhidos por audição. Foi Jurado do 1º Concurso Nacional de Canto Lírico, patrocinado pela Secretaria da Cultura da Presidência da República Federativa do Brasil, realizado em São Paulo no ano de 1992. Em 2002 e 2004 foi Jurado no Concurso de Canto “Cidade de Araçatuba”. Artista da Sociedade Brasileira de Ópera.