CANTABILE
noite em canto

Elisa Braga - Soprano

Isaque Oliveira - Barítono

Marcos Vinicius Vieira - Piano

Sarah Migliori - Mezzo soprano

Coordenação: 
Prof. Francisco Campos

logo-festival-canto-arquivos-site-02-01-1.png 2015-10-2-16:35:38
Sarah.jpeg
Isaque Oliveira.jpeg
ELISA BRAGA
soprano
ISAQUE OLIVEIRA
baritono
SARAH MIGLIORI
mezzo-soprano

Natural de  São José dos Campos (SP), foi integrante do Coro Jovem de São José dos Campos e Coral Jovem do Estado de São Paulo. Foi uma dos 48 bolsistas, competindo com o Brasil, selecionados para a 2ª e 3ª Academia de Canto em Trancoso 2016 e 2017 realizado pela Mozarteum Brasileiro, em parceria com o Chorakademie Lübeck, da Alemanha. Em 2017, foi selecionada e participou do programa nacional de televisão de música clássica “Prelúdio” da TV Cultura. Elisa passou a estudar na Escola de Música  do Estado de São Paulo EMESP-Tom Jobim. Participou performando óperas: Katia Kabanová de Leoš Janáček; La Clemenza di Tito de W. A. Mozart; Pagliacci por Ruggero Leoncavallo. Como solista interpretou a Missa “Gloria in D” de Antonio Vivaldi; Motetos de Bach com a Orquestra Barroca da EMESP, as óperas Die Lustigen Weiber (As Alegre Comadres de Windsor), de Carl Otto Nicolai, na personagem de Anna Reich, a ópera Der Schauspieldirektor (O Empresário) de W. A. Mozart na personagem de Mademoiselle Silberklang no 20º Festival Música nas Montanhas, Die Zauberflöte (A Flauta Mágica) de W. A. ​​Mozart na personagem de Pamina no Teatro Bradesco em São Paulo; fez a estreia mundial da Ópera La Chiave de Carlos Moreno, na personagem de Madalena. Foi uma das escolhidas para realizar master classes com músicos renomados, entre eles: Brian Zeger, mestre da Juilliard School; Adam Nielsen coach em ópera na Juilliard School; Ricardo Ballestero coach vocal e pianista brasileiro; e a grande soprano brasileira Elaine Coelho. Elisa participou recentemente  do Concerto de Música Barroco com o grupo Núcleo de Musica Antiga do Centro Ambiental Eduardo Bonetti, pelo Mês da Música 2021. Elisa participou da Academia de Ópera do Theatro São Pedro de São Paulo de 2018 à 2021. 

Ganhador do 3º prêmio masculino do Concurso Brasileiro de Canto Maria Callas 2019 e graduado em Bacharelado em música e canto lírico pela Faculdade Cantareira. Iniciou seus estudos musicais aos 8 anos de idade. Foi integrante dos coros Infantil, Juvenil e Acadêmico da Osesp, Coral Jovem do Estado e Orquestra Sinfônica Jovem Municipal de São Paulo (como flautista). Estudou Flauta transversal na Escola Municipal de Música de São Paulo, foi integrante do Núcleo de Música Antiga da EMESP-Tom Jobim e do Núcleo de Música Antiga da Escola Municipal de São Paulo como cantor com orientação de Nicolau de Figueredo. Como cantor solista interpretou as peças: Missa Brevis em G Major de Mozart, Missa em D Major de Dvořák, In Exitu Israel de Mondoville, Missa de Santa Cecília de José M. Nunes Garcia, Oratório de Natal de Bach, as óperas: Die Zauberflöte de Mozart no personagem de Monostastos, Der Schauspieldirektor de Mozart no papel de Buff, Ba-ta-clan de J. Offenbach no personagem de Ko-ko-ri-ko, além das estreias da ópera La Chiave (2019) de Carlos Moreno no papel de Angelo, e das peças contemporâneas: Três Canções Farmacológicas de Ninar (2015) de Matheus Bitondi, Ritmo Absoluto (2019) de Carlos dos Santos, e A Máquina Entreaberta de William Lentz (2020) no Festival Amazonas de Ópera 2021. Foi Integrante da Academia de Ópera do Theatro São Pedro sob orientação de Mauro Wrona e Norma Gabriel.

WhatsApp Image 2021-12-06 at 23.20.28.jpeg

Sarah Victória Santibanez Migliori é mestranda em Performance pelo Instituto de Artes da Unicamp, sob orientação do Prof. Dr. Angelo José Fernandes, com pesquisa subsidiada pela CAPES. Nascida em Curitiba, é bacharel em Composição e Regência pela Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR). Foi membro de projeto de pesquisa em música eletroacústica, estudando sobre a interatividade nessa prática musical. Também, foi bolsista pelo CNPq e membro do Núcleo Música Nova. Procura executar, como mezzosoprano, tanto o repertório clássico, quanto o contemporâneo, incluindo a sua expressão mais experimental. Participa do Ópera Studio da Unicamp, do Coro Contemporâneo de Campinas e de festivais e cursos internacionais de música do Brasil, como o festival “Academia de Canto”, em Trancoso, na Bahia, e o curso de inverno para jovens cantores do Teatro Colón, na Argentina. Já atuou quer como coralista, quer como solista em obras como: Magnificat, de Bach; Glória, de Vivaldi; Messias, de Handel; Nona Sinfonia, de Beethoven; L'elisir d'amore, de Donizetti; Der Freischütz, de Weber; Requiem, de Verdi; Carmina Burana, de Carl Off; Missa afro-brasileira, de Pinto Fonseca; Chorus 10, de Villa-Lobos; e Ritos de perpassagem, de Flô Menezes. Enquanto solo de personagens, já cantou como Terceira dama e Papagena, da ópera Die Zauberflöte, de Mozart, e como príncipe Orlovsky, em Die Fledermaus, de J. Strauss. No ano de 2020, fez um recital remoto com todas as canções para voz de mezzosoprano do compositor que pesquisa no Mestrado, Carlos Alberto Pinto Fonseca, estreando no “VI seminário de canção brasileira da UFMG”. Também, foi escolhida para ser bolsista em masterclass com Adriana Mastrangelo (Argentina) da Fundación Juventud Lyrica, tendo sido selecionada para dois cursos de inverno do Teatro Colón de Buenos Aires: curso de Ópera barroca e Técnica Vocal.

MARCOS VINICIUS
pianista colaborador

Marcos Vinícius Vieira é natural de Santo André - SP, iniciou seus estudos de piano aos 13 anos de idade na ULM - Tom Jobin - Emesp sob orientação de Donata Lange, Bacharel em piano pela Universidade de São Paulo - USP sob a orientação de Eduardo Monteiro e Luciana Sayuri. 

Vencedor de diversos concursos nacionais de piano,  entre eles Souza Lima e Art Livre e recentemente o primeiro lugar no VIII Concurso de Música Jovens Talentos em Fortaleza. 

Participou ativamente de festivais nacionais, como Festival de Campos do Jordão, Festival Música nas Montanhas em Poços de Caldas, Festival Música na Serra em Lages, Festival Amazonas de Ópera em Manaus e Festival Canto em Trancoso. 

Nos últimos 6 anos desenvolveu um trabalho de pianista colaborador junto a classe de canto e arte lírica do departamento de música da Eca - Usp,  sob orientação do Professor Francisco Campos.

PROGRAMA

 

Carlos Alberto Pinto Fonseca - Ogun de nagô

Carlos Guastavino - Encantamiento 

Carlos Alberto Pinto Fonseca - Volta

Alberto Ginastera - Canción del arbol del olvido

Arr. para Violino: Sarah Migliori
             Violino: Paulo Eduardo de Barros Veiga
Wolfgang Amadeus Mozart - Parto ma tu ben mio 

Vincenzo Bellini - Se Romeo t'uccise un figlioBellini

Sarah Migliori - mezzo soprano

Marcos Vinicius Vieira - piano

 

 

Gabriel Fauré - L’horizon Chimérique

 

I. La mer est infinie...

II. Je me suid embarqué... 

III. Diane, Séléné..

IV. Vaisseaux, nous vous aurons aimés...

 

Richard Wagner - O du mein holder Abendstern - da ópera Tannhauser

E.W. Korngold - Mein sehnen, mein wärnen - da ópera Die tote Stadt.

Isaque de Oliveira - barítono

Marcos Vinicius Vieira - piano

 

Heitor Villa-Lobos - Modinha

Franz Schubert - Du bist die Ruh

Gabriel Fauré - Les Berceaux

 

Wolfgang Amadeus Mozart - Ach ich Fühls -da ópera A Flauta Mágica. 

 

Giacomo Puccini - Si, mi chiamano Mimi - da ópera La Bohème.

                  - Chi il bel sogno di Doretta - da ópera La Rondine

Elisa Braga -soprano

Marcos Vinicius - piano